Conhecer a Família Franciscana

17 Feb 2024

A FAMÍLIA FRANCISCANA

 A Família e a Religião assumem um papel relevante na sociedade e na vida de cada um de nós. Elas são definidoras da sociedade e são fundamentais na manutenção no Estado dito Social. Tanto a família como o Cristianismo, assentam no amor, um amor pacificador, um amor de furo íntimo e livre. (lembrar que a liberdade é acima de tudo respeito por si próprio e pelo outro). 

No primeiro livro da Bíblia, Génesis, Deus instituiu o matrimónio primordial, entre Adão e Eva, como fundamento sólido da família. Deus, os abençoou e lhes disse: “Sede fecundos e prolíferos, enchei a terra e dominai-a.” (Gn.1, 28). E lhes disse: “Parte da tua terra, da tua família e da casa de teus pais para a terra que eu te mostrei” (Gn.12,1). Pela Bênção, Deus sacralizou o casamento, e disse: «(…) o homem deixará seu pai e a sua mãe para ligar-se à sua mulher, e se tornam uma só carne» (Gn.2, 24). 

FAMÍLIAS ESPIRITUAIS 

Frei Adelino Pereira, OFM, no seu livro “CRISTÃOS LEIGOS COM S. FRANCISCO de ASSIS”, (obra de referência para este ano pastoral), diz-nos, acerca das Famílias Espirituais que: “Todas elas tiveram um fundador ou fundadora, que lhes comunicaram uma espiritualidade, inspirada pelo Espírito Santo e marcada por certos aspectos do Evangelho”.  

Cada Família Espiritual, estando em comunhão com todo o Evangelho, dedica-se a um dos aspetos do mesmo, uns à Oração e solidão, o caso dos Eremitas, outros à pregação e evangelização, o caso dos Dominicanos, os Beneditinos que se consagram à vida de oração comunitária e ao trabalho comum, e, os Franciscanos, realçam na sua vida, a pobreza evangélica, a simplicidade, a fraternidade, a menoridade, a alegria de viver e, a comunhão de louvor com toda a Criação. 

Família Franciscana 

Acerca da família Franciscana, diz-nos Frei Adelino Pereira que: “(…) suscitada(s) pelo Espírito Santo, a Família Franciscana, congrega os membros do Povo de Deus, leigos, sacerdotes e religiosas, que se sentem chamados a seguir a Cristo, no encalço de São Francisco de Assis”. 

A Família Franciscana, embora, de forma diversa, toda ela está em comunhão com a Igreja, vivendo o carisma do Pai Seráfico, que lhe é comum (Regra da OFS, 1, 1). 

FRANCISCO DE ASSIS (Fundador da Família Franciscana) 

Francisco nasce em Itália no ano de 1181, principio de 1182 e é batizado com o nome de João. Seu pai, mercador de tecidos, estava ausente em Provença, quando regressa, altera o nome para Francisco, por gostar tanto de França que lhe quis dar o nome de Francesco = pequeno francês 

Francisco, como filho de Pedro Bernardone, vive uma vida faustosa e boémia mas depois de muitos caminhos encontra-se com o Cristo em S. Damião e inicia uma vida pobre vivendo o Evangelho e a obediência à Igreja, criando assim um estilo de Vida de Irmãos Menores com Regra própria aprovada pelo Papa.

A sua forma de vida, Inspirada no Evangelho, assente na imitação da vida de Jesus Cristo e o seu carisma foram fonte de inspiração para os jovens da sua época, leigos, religiosos, religiosas e sacerdotes que o seguem imitando a sua forma de vida. Francisco a todos quis acolher “debaixo das suas asas”. Por inspiração Divina cria três Ordens. Hoje, designadas como: 

PRIMEIRA ORDEM:  

  • Ordem dos Frades Menores (Franciscanos, Conventuais e Capuchinhos)
  • Segunda Ordem (Ordem de Santa Clara e Concepcionistas)
  • Terceira Ordem: Regular (Centenas de Institutos) e Secular (milhares de Leigos Consagrados no mundo)

A PRIMEIRA ORDEM – ORDEM DOS FRADES MENORES (1182.1226) 

A Primeira Ordem teve a sua origem nos primeiros companheiros de Francisco que quiseram seguir o seu exemplo de vida. O nome de Menores foi-lhes dado por Francisco, por inspiração Divina, como se pode ler na Legenda Perusina. 

“Disse um dia o bem-aventurado Francisco: “A Ordem e vida dos frades Menores é um pequeno rebanho, que o filho de Deus, nestes últimos tempos, pediu ao seu Pai celeste, dizendo: Pai, eu quero que reúnas e me concedas um povo novo e humilde que, pela sua pobreza e humildade que distinga, no presente, de todos os que o precederam; e que, como sua riqueza, não tenham senão a mim. E o Pai respondeu ao Filho amado: o que pediste foi-te concedido”. 

 “O Senhor, acrescentou o santo, quis que os frades tivessem o nome de “menores” porque são esse povo que o Filho de Deus requereu ao Pai (…)”. 

A Ordem dos Frades Menores, inicialmente designada por Penitentes de Assis, foi oficializada a 16 de abril de 1209, pelo Papa Inocêncio III, que a aprovou e outorgou, antes de a apresentar formalmente à Cúria Romana. Oficializando, assim, a forma de vida dos Frades Menores a qual consiste em observar o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo, Viver em Obediência com Papa canonicamente eleito, sem nada de próprio e em castidade.

O Papa Leão XIII, no final do séc. XIX, chamou a si a reorganização dos Franciscanos e os reagrupou nas três Ordens que conhecemos hoje; Ordem dos Frades Menores (OFM), conhecidos simplesmente por Franciscanos; Frades Menores Conventuais (OFM Conv.) e Frades Menores Capuchinhos (OFM Cap.) 

De referir que os primeiros 14 Franciscanos, enviados oficialmente por S. Francisco para o nosso país, chegaram a Portugal em 1217, depois do Capitulo Geral, nesse mesmo ano, em Assis, onde se reuniram mais de cinco mil frades, ter decido enviar frades a evangelizar fora de Itália. 

SEGUNDA ORDEM – ORDEM DE SANTA CLARA – Clarissas 

Clara de Assis motivou a criação da Segunda Ordem; Frei Adelino Pereira, diz-nos: “De facto a Segunda Ordem foi fundada por S. Francisco e teve o seu início em Clara de Assis” .

Clara, puríssima de espírito, nobre de nascença, dotada de grande sabedoria e humildade, abandona uma vida de conforto para se entregar de corpo e Alma ao Amor a Deus. Sai da casa paterna aos 18 anos, na noite de 28 de março de 1211 ou 1212 (a seguir ao domingo de Ramos) e vai ao encontro de Francisco. É recebida por ele e os companheiros na Porciúncula. Francisco, corta-lhe os cabelos e veste-lhe o hábito religioso e ela consagra-se ao Senhor. Clara e suas irmãs viveram uma vida de austeridade e pobreza, em clausura e seguindo a “Forma de Vida” dada por Francisco.   

As Clarissas, no início da sua fundação, aceitaram seguir a Regra de S. Bento enquanto aguardavam a aceitação, pela Santa Sé, da Regra redigida por Clara de Assis a qual veio a ser aprovada e outorgada pelo Papa Inocêncio IV em 1225 

As Clarissas chegaram a Portugal 1258 e instalaram-se em Lamego e integraram-se no ramo franciscano de religiosas de clausura; Ordem da Imaculada Conceição (Concepcionistas que foram fundadas pela Portuguesa Santa Beatriz da Silva). 

ORDEM TERCEIRA DE S. FRANCISCO (OFS E TOR) 

Ordem Franciscana Secular (1209)  

Francisco os atendeu e criou com eles uma Ordem: Ordem dos Penitentes de Assis. Apresentou-a ao Sumo Pontífice que a confirmou (AP 41).  

Os primeiros Irmãos da Ordem Terceira, então designados de Penitentes, foram o casal Luquésio e Bonadona, de Poggibonzi, na Toscana. Podemos dizer que pertenceram à Ordem Terceira pessoas que viveram no mundo e foram dirigidas espiritualmente por Francisco de Assis. Tais foram Jacoba de Setessoli, Praxedes de Roma, João Velita de Greccio e o Conde Orlando de Chiusi. Toda a aldeia de Greccio terá chegado a formar uma grande Fraternidade da Ordem Terceira.   

Programa de vida da Ordem Franciscana Secular (OFS) 

 Observar a forma de vida dada por Francisco de Assis. Levar Paz e Bem à Fraternidade, à família e aos Irmãos; Viver em comunhão com a Igreja Católica; Praticar o acolhimento e defender os pequenos. A Fraternidade é considerada fonte de espiritualidade e de santidade; Solidariedade com os pobres; Inserção entre os seculares ou pertença à secularidade. 

No início do terceiro milénio a Ordem Franciscana Secular está bem implantada em Portugal, servida por um Conselho Nacional, cinco Conselhos Regionais, com 94 Fraternidades e cerca de três mil Irmãos e Irmãs. A Assistência Espiritual é confiada à Primeira Ordem e concretiza-se através da Conferência de Assistentes Espirituais. Estes exercem a tríplice missão de garantir a fidelidade da OFS ao carisma franciscano, a comunhão com a Igreja e a união com a família Franciscana.  

TERCEIRA ORDEM REGULAR FRANCISCANA – TOR 

A Terceira Ordem Regular tem a sua origem em Greccio. O povo de Greccio, animado pelas pregações e pelo exemplo de vida de S. Francisco e dos seus frades quis fazer parte desta forma de vida. O número elevadíssimo dos que desejavam seguir a forma de vida de S. Francisco era tão grande que não havia acomodação para tantos nos conventos e, por isso, faziam os votos de pobreza, obediência, castidade, mas, mantinham-se em suas casas.

JUFRA – MOVIMENTOS FRANCISCANOS 

O que é a JUFRA? Diz-nos Frei Adelino Pereira: “É um Fraternidade dos Jovens que se sentem Chamados pelo Espírito Santo a fazer a experiência da vida Cristã à Luz da Mensagem de S. Francisco de Assis”

A JUFRA tem organização e estrutura próprias, aprovadas pelo Conselho Internacional da Ordem Franciscana Secular 

 Cumpre à Família Franciscana: 

“Observar o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo, seguindo os exemplos de S. Francisco, que fez de Cristo o inspirador e centro da sua vida para com Deus e para com os homens”. (R. 4) 

EM PORTUGAL DA TOR TEMOS A PRESENÇA DAS SEGUINTES CONGREGAÇÕES e INSTITUTOS: 

Nos nossos dias, o ramo masculino da TOR anda pelos mil irmãos. O número das Congregações e de Irmãs da TOR franciscana é muito elevado e podemos dizer que conta com algumas centenas de milhar de religiosas.Em Portugal, estas Congregações estão federadas na Família Franciscana Portuguesa, e são exclusivamente femininas, como de seguinte se indicam: 

  • Franciscanas Missionárias de Maria, fundadas emFrança, pela Beata Maria da Paixão, em Nantes, em 21 de maio de 1839;
  • Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição, que têm como fundadores a Beata Maria Clara do Menino Jesus e P. Raimundo dos AnjosBeirão, da TOR, em Lisboa, em 1871;
  • Franciscanas de Nossa Senhora das Vitórias, fundadas,na Madeira, pela Irmã Maria Wilson, de origem inglesa, convertida ao catolicismo (1940);
  • Franciscanas Missionárias de Nossa Senhora, fundadas pela Madre Louise Mabille, em Calais, França, em 1854;
  • Franciscanas da Mãe do Divino Pastor, fundadas pela BeataMaria Ana Mogas Fontcuberta, Catalã, em Madrid, em 1872;
  • Franciscanas de Nossa Senhora das Graças, fundadas pela Irmã Maria das Graças Rosa, em 25 de março de 1878;
  • Franciscanas de Nossa Senhora do Bom Conselho,fundadas pela Madre Maria Rodon Asensio, em Astorga, León, em 25 de março de1978;
  • Fraternidade Franciscana da Divina Providência,fundada em 25 de março de 1942, pela Irmã Ana Maria de Jesus Faria Amorim.
  • Servas Franciscanas Reparadoras de Jesus Sacramentado,fundadas pela Irmã maria do Santíssimo Sacramento, 15 de outubro de 1952.
  • Franciscanas Concepcionistas ao Serviço dos Pobres,fundadas pela Madre maria Isabel da Santíssima Trindade, 5 de julho de 1955.

Irmã Bernardete Sousa   OFS

S. Francisco da Cidade

 

< Voltar
Venerável Ordem Terceira

AGENDA DA FRATERNIDADE

Julho

03 Julho ANIV. - M.ª INÊS LEMOS M. VINAGRE
04 Julho Bodas de Prata Frei Albertino Ordenação Sacerdotal
13 Julho 10h30 -  Reunião da Fraternidade 13h30 - Capítulo Eletivo. Conclui com Eucaristia
15 Julho Festa – São Boaventura, Bispo e Doutor da Igreja (OFM)
16 Julho Memória – Canonização de São Francisco de Assis

Agosto

01 Agosto ANIV. - ISABEL COSTA M. ALVES
02 Agosto N. S. dos Anjos da Porciúncula: Indulgência Plenária - Perdão de Assis (veja com o seu Assistente como pode beneficiar desta Indulgência) MISSA NO HOTC hora a confirmar
02 Agosto a 15 Agosto Peregrinação da OFS a Itália
09 Agosto ANIV. - CARLOS PEDRO GÓIS
11 Agosto Festa – Santa Clara de Assis, Virgem, Fundadora, com S. Francisco, das Irmãs Clarissas
19 Agosto ANIV. - JOÃO CARLOS G. GANHÃO
23 Agosto ANIV. - MARIA DE JESUS FRAGA
25 Agosto Festa – São Luís de França, Padroeiro da OFS

Setembro

06 Setembro ANIV. - ANTÓNIO JOSÉ GONÇALVES
11 Setembro ANIV. - JOSÉ FILIPE DE B. RIBEIRO
12 Setembro ANIV. - MARIA ANA G. VELASCO MARTINS
16 Setembro ANIV. - JORGE RAPOSO DE MAGALHÃES ANIV. - LUÍS A. TORRES DE L. ALVES ANIV. - LUÍS MANUEL F. MARTINS
17 Setembro Festa das Chagas de S. Francisco    
29 Setembro ANIV. - MARIA S. CRUZ DE VASCONCELOS

Outubro

06 Outubro ANIV. - MARIA ELISABETE  S. SILVESTRE
10 Outubro ANIV. - P. Frei Albertino da S. Rodrigues,  OFM
21 Outubro ANIV. - ANTÓNIO MARIA BAIÃO

Novembro

01 Novembro Solenidade de Todos os Santos - Missa no HOTC
HOTC
Vaticano
Igreja Portuguesa
Família Franciscana
CIOFS
OFS Portugal
Fátima
Ecclesia
Jufra OFS