P. COSTA SANTOS NA CASA DO PAI

06 Jun 2020

P. COSTA SANTOS NA CASA DO PAI

Na passada sexta-feira, dia 05 de junho de 2020, pelas 12.15 horas, no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, faleceu o Frei José da Costa Santos com 93 anos de idade, 74 de profissão religiosa e 68 de sacerdócio. Foi a hora de ser recebido pela Irmã morte, como lhe chamava S. Francisco de Assis.

Como fui informando a Fraternidade, o nosso Irmão nas últimas semanas estava a recuperar de uma infeção do pericárdio na Enfermaria Provincial da Luz (OFM).

Na quinta-feira, muito a seu pedido – já antes manifestado – quis vir ao Hospital da Ordem Terceira pois dizia não se sentir bem. O “seu” hospital era para ele um porto seguro, pois assim foi durante cerca de 40 anos. Os exames feitos com o profissionalismo aliado ao carinho de sempre não revelaram que estivesse pior do que aquando da sua alta do Hospital de Santa Marta. Regressou à nossa Enfermaria da Luz para continuar a sua recuperação e com a assistência da sua Fraternidade Franciscana. Nada deixava antever que no dia seguinte nos deixaria.

Durante a noite chamou o Irmão Enfermeiro por duas vezes, uma para o ajudar na sua higiene pessoal e outra para lhe aconchegar os pés que sentia frio. Assistido e em conforto ficou estável sendo que pela manhã não reagindo muito se chamou o INEM que veio de imediato e, o médico, quis levá-lo para o Hospital de Santa Maria. Era sexta-feira de manhã. Pelas 12h15 recebemos chamada telefónica do Hospital a dizer que tinha acabado de falecer. Foi para todos um “choque”, estava a melhorar e Deus achou que chegara a sua hora.

Dados os meios que neste tempo de covid se exigem para segurança sanitária, o corpo do P. Costa Santos chegará à Igreja do Seminário da Luz, às 9h00 de segunda-feira. Pelas 9h30 o Ministro Provincial, Fr. Domingos do Casal Martins (OFM), presidirá à Missa de corpo presente e, logo de seguida, o seu corpo seguirá para a sua terra natal, Arrabal (Leiria), onde pelas 12h00 terá lugar uma pequena Celebração no Cemitério local.

Frei José da Costa Santos Natural do Arrabal, Leiria, onde nasceu a 12 de maio de 1927 e atraído por S. Francisco de Assis, iniciou o Noviciado vestindo o Hábito Franciscano a 7 de setembro de 1945. A 8 de dezembro de 1949, professou definitivamente a Regra de S. Francisco e, concluídos os estudos filosófico-teológicos com distinção, foi ordenado Sacerdote a 20 de julho de 1952.

Entre um muito grande número de missões que desempenhou a Ordem Franciscana e junto das Irmãs Clarissas, o Frei Costa santos deu assistência religiosas a muitas Fraternidades da Ordem Terceira de S. Francisco (OFS), sendo que em Lisboa assistiu durante alguns anos a Fraternidade e Hospital de Jesus mas foi, sem dúvida, na Fraternidade de S. Francisco da Cidade, o seu Hospital e a Casa de S. Francisco que dedicou quase metade da sua vida, cerca de 40 anos. Não é de estranhar que um dia antes de partir quisesse vir aqui, para ser assistido num último miminho, para ver dizer um adeus, ainda que pudesse não pensar tão próximo.

Aqui de dedicou com o máximo que o seu coração foi capaz e o seu dever de múnus Sacerdotal, junto dos Irmãos, dos doentes, utentes da CSF, todos os muitos amigos que com ele aqui viveram e conviveram em cada dia. O Hospital da Ordem Terceira sempre lhe enchei a boca e o peito, era o “seu” hospital. O seu esmero de dar formação aos Irmãos da Fraternidade e a busca incessante em encontrar novos candidatos, são ainda presentes em muitos documentos e folhas por ele feitas e que ainda guardo no gabinete. Substituir o P. Costa Santos nesta Casa não foi e não será missão fácil. É um legado de muita dedicação e tempo, quantas semanas o Convento não o via porque estava na sua missão no Chiado e disso todos os frades sabiam.

Procurou dar o enlevo merecido, com o Conselho da Fraternidade de então, às Celebrações dos 800 anos do atual hospital. O Livro da autoria do nosso Confrade Frei Henrique Pinto Rema, que então foi publicado, é disso testemunha, também do cuidado do Frei Costa Santos. Mesmo depois de deixar a missão na Fraternidade, sempre pedia para vir continuar a ver e cuidar do arquivo da mesma.

Foram 40 anos de vida, missão, dedicação, onde fez muitos amigos pois todos reconhecemos que era um homem bastante sociável e delicado no trato com todos. Quando cheguei a esta Fraternidade senti o “peso” da herança recebida mas sempre palavras muito reconhecidas para com o Frei Costa Santos a quem a Fraternidade deu o nome do pequeno jardim exterior da casa de S. Francisco. A bandeira da Fraternidade foi hasteada por cima da entrada principal do Hospital da Ordem Terceira Chiado, Casa e Sede desta Fraternidade e assim ficará durante três dias em memória do nosso Irmão.

Irmãos… tanto se poderia escrever sobre este Homem… e perdoem a pobreza desta escrita que não diz quase nada do que foi este Irmão. Fica a certeza de que cada memória do legado que deixou à Fraternidade deve ser como que um desafio à fidelidade ao ideal de viver o carisma Franciscano como leigos consagrados no mundo, os Irmão Terceiros.

Que da Casa do Pai o P. Costa Santos, grande Franciscano e amigo, continue a abençoar cada um de nós e interceda junto de Deus, da Mãe Imaculada e de S. Francisco de Assis, para que a OFS e esta Fraternidade tenham as vocações necessárias para fazer cumprir o Evangelho no mundo e no cuidado dos mais fragilizados.

À glória de Cristo, Amen!

Frei Albertino S. Rodrigues OFM

(Assistente da Fraternidade)

 

Lisboa, 06 de junho de 2020

< Voltar
Venerável Ordem Terceira

AGENDA DA FRATERNIDADE

Agosto

02 Agosto N. S. dos Anjos da Porciúncula: Indulgência Plenária - Perdão de Assis (veja com o seu Assistente como pode beneficiar desta Indulgência)
06 Agosto a 13 Agosto Peregrinação da OFS à Itália
11 Agosto (ter) Santa Clara de Assis, Virgem
25 Agosto (ter) S. Luís, Rei de França - Padroeiro da OFS

Outubro

10 Outubro ANIV. - P. Frei Albertino da Silva Rodrigues,  OFM
HOTC
Vaticano
Igreja Portuguesa
Família Franciscana
CIOFS
OFS Portugal
Fátima
Ecclesia
Jufra OFS