S. FRANCISCO E A IRMÃ MORTE

03 Oct 2020

SOLENIDADE DE SÃO FRANCISCO DE ASSIS (4 DE OUTUBRO)

Da liturgia da Missa Solene, Lecionário Franciscano, versão Portuguesa

A IRMÃ MORTE (São Boaventura, LM XIV, , 4- 6.  FF. pp .711s ) 

“Estavam debulhados em lágrimas os companheiros do Santo, extremamente sensibilizados. Um deles, a quem ele chamava o seu guardião, adivinhou por inspiração divina os seus desejos: foi buscar um hábito, um cordão e umas bragas, e entregou-lhas com estas palavras: “Toma lá! Empresto-te isto, como pobre que és; recebe-o por santa obediência!” Cheio de alegria, louco de contentamento por ter sido fiel até ao fim à sua Senhora Pobreza, levanta as mãos ao céu para agradecer a Cristo este último dom: ir ter com Ele desembaraçado de tudo, livre, completamente livre! Até o hábito que levava era emprestado! Chegava a esse extremo o seu zelo pela pobreza.

Quis assemelhar-se o mais possível ao Cristo crucificado, que esteve pendente na Cruz, pobre, atormentado e nu. Por isso se despiu diante do Bispo no início da sua conversão, e agora, prestes a morrer, queria sair deste mundo igualmente nu. Aos Irmãos que o assistiam pediu por caridade – nem seria preciso nesse momento mandá-lo por obediência – que uma vez morto o seu corpo, o pusessem no chão, nu, e o deixassem ficar assim durante um período de tempo suficiente para uma pessoa andar, de vagar, uns mil passos. Como poderia ser mais cristão quem exactissimamente quis viver como Cristo viveu, morrer como Cristo morreu, e até depois de morto ficar nu como Cristo? Um homem assim bem mereceu as honras da impressão no seu corpo desta perfeita semelhança.

A hora da partida aproximava-se. Mandou chamar para ao pé dele todos os irmãos que se encontravam no convento. Dirigiu-lhes algumas palavras de encorajamento para lhes mitigar a dor que sentiam pela sua morte. Exortou-os com paternal afecto ao amor de Deus. Acrescentou ainda algumas considerações sobre a paciência, a pobreza, a fidelidade à Santa Igreja de Roma; recomendou-lhes a observância do Evangelho como mais que quaisquer outras leis.

Finalmente, sobre todos os Irmãos que o rodeavam estendeu os braços entrecruzados, num gesto que era tanto do seu agrado, e em nome e pelo poder do Crucificado os abençoou a todos, tanto presentes como ausentes.

E acrescentou: “Adeus, meus filhos! Permanecei sempre no temor do Senhor! Hão-de sobrevir tentações e não hão-de tardar tribulações: ditosos os que perseverarem no propósito que tomaram. Eu agora vou para Deus; confio-vos à Sua graça”.

Concluída está tão terna exortação, mandou trazer o livro dos Evangelhos e pediu que lhe lessem aquele trecho do Evangelho de S. João que começa assim: “Antes da festa da Páscoa…”. Depois recitou como pôde o salmo: Em alta voz clamo ao Senhor, em alta voz imploro ao Senhor… levou-o até ao fim: Os justos me esperam até ao momento em que me darás a recompensa.

Enfim, realizados nele todos os desígnios de Deus, a sua alma santíssima desprendeu-se da carne para ser absorvida no abismo da claridade divina: o Santo adormeceu no Senhor.”

Para louvor de Cristo. Amen!

 

 

 

SEQUÊNCIA  SOLENE (Proclamada antes do Evangelho)

 

Eis os novos sinais da santidade

Que se revelam, dignos de louvor!

Miríficos sinais de bem querer

No humilde São Francisco acreditados.

 

Aos professos da nova é humilde grei.

Outorga-se o direito da lei nova.

Os preceitos do Rei são renovados;

Transmitidos do céu por São Francisco.

 

Nova vida! Ordem nova que alvorece!

Uma regra inaudita neste mundo!

Lei sagrada que vem restaurar

O estado do Evangelho sacrossanto.

 

Reforma-se a aspereza do direito

Por feição semelhante à lei de Cristo.

E as normas dessa regra se alevantam

Ao fastígio primeiro dos apóstolos.

 

Ele veste um burel sem pretensões;

Uma corda grosseira por cintura.

O pão só por medida se permite;

E nega-se o conforto do calçado.

 

Descuida-se de tudo o que é terreno;

De tudo São Francisco se despoja.

Despreza as previdências do pecúlio;

A pobreza deseja tão somente.

 

Procura a solidão para chorar;

De coração amargo solta vozes.

Triste, lastima o tempo tão querido,

Desperdiçado outrora lá no século.

 

Retirado numa antro da montanha,

No chão prostrado, humilde, reza e chora.

Por fim, com seu espírito sereno,

Detém-se como peso em doce ergástulo.

 

A coberto somente dos rochedos

Medita, arrebatado nas alturas…

Recto juiz, despreza o que é do mundo

E prefere-lhe as coisas lá do céu.

 

Na mortificação refreia a carne

Cujo aspecto transforma e transfigura.

A Escritura Sagrada é o seu sustento.

De tudo o que é terreno se desfaz.

 

Um certo dia lá vem das alturas

Hierática figura de Varão.

Visão do soberano e grande Rei

Que ao Santo Patriarca aterroriza.

 

Traz em si os sinais do Bom Jesus

E imprime-lhe essas chagas sacrossantas

Enquanto ele medita na Paixão

Com seu coração triste, emudecido…

 

Assinalado fica o Santo corpo…

Ferido nos seus pés e suas mãos.

O seu lado direito trespassado…

E assim todo escorrendo o próprio sangue!

 

Preferem-se palavras de mistério

E revelam-se coisas do futuro.

O Santo compreende o que lhe é dito

Por mística e sagrada inspiração.

 

Logo aparecem cravos admiráveis.

Por fora, negros; dentro, cor rosa.

Dor pungente que fere cruelmente,

Atrozes grilhões que supliciam…

 

Não entrou instrumento de arte alguma

Para as chagas abrir naqueles membros.

Não foi a natureza que os feriu

Nem tão pouco o martelo torturante.

 

– PELOS  SINAIS da Cruz que em ti trouxeste

Com os quais triunfaste deste mundo

E superaste a carne tão hostil

Em ilustre e tão ínclita vitória.

 

Desvela-te por nós, Pai São Francisco!

Protege-nos em toda a adversidade

A fim de que possamos ir gozar

Lá na glória celeste a recompensa.

 

Nosso bondoso Pai, nosso Pai Santo!

Por tua ajuda, o povo teu devoto,

Unido com a turba dos irmãos,

Possa alcançar o prémio celestial.

 

Oh! Faze companheiros dos eleitos

A todos os que inspiras na virtude.

Consiga o teu rebanho de Menores

O gozo sempiterno lá nos céus.

Amen!

Frei Albertino Rodrigues   OFM

Assistente da Fraternidade

< Voltar
Venerável Ordem Terceira

AGENDA DA FRATERNIDADE

Novembro

04 Novembro Reunião do Conselho
13 Novembro ANIV. - ISABEL CONCEIÇÃO ROMÃO
14 Novembro Encontro de Formação Família Franciscana em Fátima
14 Novembro 14h00 Reunião da Frat. para Aprovação do Orçamento 2021
17 Novembro Festa – S. Isabel da Hungria, Religiosa, Padroeira da OFS
18 Novembro ANIV. - MARIA LISETE ALVES MARTINS
19 Novembro Bodas de Prata de PROFISSÃO PERPÉTUA Frei Albertino Rodrigues OFM Missa no hotc às 11h45. Em outra data oportuna para a Fraternidade poderemos celebrar juntos.
24 Novembro Comemoração dos Fiéis Defuntos da Ordem Missa no hotc 11h45
26 Novembro 21h00 - Reunião da Fraternidade 
29 Novembro Festa - Todos os Santos da Ordem Franciscana Missa na véspera às 16h30 no hotc

Dezembro

03 Dezembro 11h45 - Eucaristia e entrega de Medalhas (hotc)
03 Dezembro Reunião do Conselho
05 Dezembro OFS Conselho Nacional em Fátima
05 Dezembro ANIV. - Tiago Simões da Silva (Em formação inicial)
08 Dezembro Solenidade da Imaculada Conceição da Virgem Maria – Padroeira da Ordem, desta Fraternidade e de Portugal.
08 Dezembro ANIV. - MARIA DA CONCEIÇÃO FERNANDES
12 Dezembro 16h30 Eucaristia de Natal com HOTC
17 Dezembro 21h00 Reunião da Fraternidade
25 Dezembro Solenidade do NATAL Missa no hotc às 16h30
25 Dezembro ANIV. - MARIA DE FÁTIMA BARATA

Janeiro

01 Janeiro ANIV. - LUIS MANUEL S. DE ALVITO
05 Janeiro Reunião do Conselho
08 Janeiro ANIV. - ANA CRISTINA  SANTOS
14 Janeiro 21h00 Reunião da Fraternidade
16 Janeiro Festa dos Mártires de Marrocos e DIA DA VOCAÇÃO FRANCISCANA 16h30 Missa solene no hotc
21 Janeiro ANIV. - MARIANA A. TORRES ALVES

Fevereiro

02 Fevereiro Reunião do Conselho
06 Fevereiro a 07 Fevereiro Encontro de Formação - Nacional
11 Fevereiro Dia Mundial do Doente
14 Fevereiro 21h00 Reunião da Fraternidade
17 Fevereiro Quarta Feira de Cinzas - Início da Quaresma
28 Fevereiro ANIV. - MARIA MADALENA BOAVISTA

Março

02 Março Reunião do Conselho
11 Março ANIV. - CECÍLIA MARGARIDA O. C. MARTINS
11 Março 21h00 Reunião da Fraternidade
16 Março ANIV. - MARIETA MESTRE CAVACO
27 Março Reunião da Fraternidade - Aprovação de contas 2020                                                                          (hora ainda a confirmar)

Abril

04 Abril PÁSCOA da RESSURREIÇÃO
06 Abril Reunião do Conselho
08 Abril
14h00 Reunião da Fraternidade.
11 Abril ANIV. - M.ª DO ROSÁRIO BELMAR da COSTA
16 Abril ANIV. - ANTÓNIO JOSÉ RAMOS
19 Abril ANIV. - GRACIELA SIMÕES TOMÁS
22 Abril ANIV. - ISABEL MARIA M. MARQUES
28 Abril Festa – Beato Luquésio e sua Esposa, Primeiros Terceiros Franciscanos
28 Abril ANIV. - MARIA COSTA GONÇALVES
29 Abril ANIV - Maria Bernardete Marques de Sousa (Em formação inicial)

Maio

03 Maio ANIV. - VALENTINA DUARTE PINTO
04 Maio Reunião do Conselho
07 Maio a 09 Maio Jornadas de Formação da OFS em Fátima
13 Maio 21h00 Reunião da Fraternidade
19 Maio ANIV. - Filipa Teles (em formação inicial)
21 Maio ANIV. - A. DO CÉU P. ROLETA PIRES
28 Maio ANIV. - MARGARIDA SA DANTAS
29 Maio OFS - Conselho Nacional em Fátima
29 Maio ANIV. - ROBSON F. SILVA OLIVEIRA

Junho

01 Junho  Reunião do Conselho
03 Junho Solenidade do Corpo e Sangue de N. S. J. Cristo (Corpo de Deus)
03 Junho ANIV. - JOSÉ LUÍS S. ROMÃO
13 Junho Santo António de Lisboa, Doutor da Igreja (solenidade) PADROEIRO DA CIDADE DE LISBOA
17 Junho 21h00 Reunião da Fraternidade
19 Junho ANIV. - REGINA M.ª CORREIA REBÊLO
20 Junho Encontro Nacional de Fraternidades em Aveiro
28 Junho ANIV. - ANTÓNIO BELMAR DA COSTA

Julho

03 Julho ANIV. - M.ª INÊS LEMOS M. VINAGRE
06 Julho Reunião do Conselho
08 Julho 21h00 Reunião da Fraternidade
15 Julho Festa – São Boaventura, Bispo e Doutor da Igreja (OFM)
16 Julho Memória – Canonização de São Francisco de Assis
25 Julho ANIV. Marília Lopes M. A. Ferreira (Em formação inicial)

Agosto

01 Agosto ANIV. - ISABEL COSTA M. ALVES
02 Agosto N. S. dos Anjos da Porciúncula: Indulgência Plenária - Perdão de Assis (veja com o seu Assistente como pode beneficiar desta Indulgência) MISSA NO HOTC hora a confirmar
05 Agosto a 12 Agosto Peregrinação a Assis da OFS Nacional (sujeito a confirmação)
09 Agosto ANIV. - CARLOS PEDRO GÓIS
11 Agosto Festa – Santa Clara de Assis, Virgem, Fundadora com S. Francisco das Irmãs Clarissas
19 Agosto ANIV. - JOÃO CARLOS G. GANHÃO
23 Agosto ANIV. - MARIA DE JESUS FRAGA
25 Agosto Festa – São Luís de França, Padroeiro da OFS

Setembro

06 Setembro ANIV. - ANTÓNIO JOSÉ GONÇALVES
11 Setembro ANIV. - JOSÉ FILIPE DE B. RIBEIRO
12 Setembro ANIV. - MARIA ANA G. VELASCO MARTINS
16 Setembro ANIV. - JORGE RAPOSO DE MAGALHÃES            ANIV. - LUÍS A. TORRES DE L. ALVES                ANIV. - LUÍS MANUEL F. MARTINS
17 Setembro Festa das Chagas de S. Francisco    

Novembro

17 Novembro Festa de Santa Isabel da Hungria, Religiosa, Padroeira da OFS
HOTC
Vaticano
Igreja Portuguesa
Família Franciscana
CIOFS
OFS Portugal
Fátima
Ecclesia
Jufra OFS